domingo, 16 de janeiro de 2011

Análise Fria

Trabalhei no jogo entre Corinthians e Portuguesa, uma partida meio maluca, estranha. Vamos aos fatos.

A Portuguesa foi péssima, horrível, o time pode até melhorar, se classificar entre os oito primeiros colocados, mas hoje foi um jogo típico de time rebaixado. Os zagueiros estavam assustados, o meio de campo foi triste, e a bola não chegou para os atacantes. Assustador.

Agora vamos para o Corinthians. Sem exaltações, não estou aqui pra isso.

Não acho o Tite um grande técnico, sinto que ele não aguenta a primeira crise. O Ronaldo fez mais uma partida ridícula, patética, não se mexeu dentro de campo. Toda temporada que começa, alguém diz que o “Fenômeno” emagreceu. Ele não perdeu uma grama, continua enorme.

Duas deduções... O Edno é filho do Souza, e o Marais é filho do Defederico. Só não me pergunte quem é a mãe, a censura não permite.

Sobre o gol do Roberto Carlos... A explicação é fácil, difícil é fazer igual. Foi um gol de inteligência, 50% méritos dele, 50% da falha incrível e ridícula da Portuguesa. Não tinha nem goleiro na meta. O Roberto Carlos saiu ovacionado do estádio, foi simpático com todo mundo, ele só precisa aprender aceitar criticas e não reclamar quando a pergunta não é boazinha.

O Corinthians não tem elenco, o banco de reservas é fraquíssimo. Não dá pra se empolgar com esse time. Pelo menos ainda. 

Depois escrevo mais sobre a rodada. E claro, sem exaltações.

2 comentários:

Lucas disse...

http://globoesporte.globo.com/futebol/selecao-brasileira/noticia/2011/01/foto-neymar-faz-careta-para-tirar-fotos-para-o-credencimento-da-sub-20.html

como diz você, quanto custa pra ser cego e surdo ?

Igor sausmikat disse...

disse tudo Torvano!!!
totalmente de acordo!
abraço
Igor
meu blog: http://igoresportes.blogspot.com/ e no twitter pra quem quiser seguir: @blogdoigor05